Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Supera-TE

Supera-TE

Este post é um desbafo

Poucas vezes me verão contar coisas menos boas da minha vida. Embora na minha cabeça  reviva demasiado as coisas menos boas que me acontecem, transpo-lo para a escrita é duplamente doloroso, pelo que não vale pena fazê-lo. Isto de ser emigrante também não é tão exacto como 1 + 1=2 e há também momentos profundamente dolorosos.  Quando emigramos não nos tornamos obrigatoriamente ricos e bem sucedidos como muitos querem crer mas é concerteza uma porta aberta para a concretização dos nossos sonhos. 

Sou professora de coração muito mais do que de profissão. Não mudaria nem um milimetro da opção profissional que tomei.  Mas ser professora de coração dá-me um hipersensibilade rara. a hipersensibilidade que me faz entrar numa escola e perceber de imediato qual é a sua essência. Ultimamente dou comigo a numa luta desenfreada a procurar ultrapassar esta visão raio x e a pensar só e exclusivamente naquilo que me traz o verdadeiro amor pela profissão, os meus alunos. Tento uma vez, e outra, penso que não há nada exterior há minha sala de aula que me faça retrair ou desistir. Dei por mim a dar uma, duas e três oportunidades á má essência de uma escola. Um processo terrivelmente doloroso que me fez questionar diariamente o meu lugar no mundo.

Chegou agora o momento em que a chuva torrencial parou de cair e eu decidi que o novo ano me trará uma nova vida profissional independentemente das voltas que possa ter de dar para lá chegar. A chuva parou de cair e eu decidi que o caminho pode ser mais doloroso, ter mais obstáculos mas o doce sabor de ter feito aquilo em que mais acredito, será também a minha doce recompensa.

transferir.jpg

créditos da imagem yellowish. 

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D