Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Supera-TE

Supera-TE

Dar um salto no escuro

Já perdi a conta ás vezes que saltei no escuro nos últimos 2 anos e meio. Foram tantas as vezes em que arrisquei sem garantias, sem segurança e apenas com a certeza de que era possível. Desde que aprendi a dá-los tenho abusado deles. 

Voei este Verão para Portugal sem nada, sem trabalho "garantido" em Setembro, com uma casa  para procurar  em duas semanas após as férias. Gozei e abusei das férias sem pensar num minuto naquilo que me esperaria quando regressa-se delas. Demasiado arriscado diriam alguns, libertador diria eu. 

A liberdade de não ter tomado decisões e a vontade de viver as férias sem pensar em mais nada, cumpriu-se. Voltei com o coração mais pequenino dois dias após o funeral do meu avô paterno. Tive pouca vontade de seguir para uns dias há muito planeados em Cornwall. Fui, inspirei ar puro da praia inglesa respirei a natureza das paisagens. Regressei novamente, garanti o trabalho e o assunto da casa resolveu-se. Não tive tempo de pensar, de stressar. Saltei e cai em terra firme...

 

 

11898917_2438664719477745_9205393946249623768_n.jp

 créditos da imagem @CL

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D