Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Supera-TE

Supera-TE

Assumir que não preciso de nada

Assumir que não preciso de nada é uma decisão mais difícil que aquela que tomei quando mudei de vida. Assumir que não preciso de comprar mais roupa e que até posso dar alguma daquela que uso. Assumir que apesar de ter estragado as botas que uso diariamente, tenho uns sapatos que as substituirão na perfeição e que não precisarei de comprar uns novos. Assumir que não preciso de comprar mais livros porque a biblioteca para o meu desafio 52 está completa, por agora.  Assumir que entro numa loja e não preciso de comprar rigorosamente nada é duro e provocador de um vazio interior. 

Assumir que o dinheiro que precisarei nos próximos meses seja apenas para comida, transportes e renda da casa e mesmo que isso me engorde a conta bancária faz-me sentir que perdi algo.

O processo de desapego dos bens materiais é um processo tão dificil e leva-nos a um reencontro com nós próprios e com o sentido da vida. Obriga-nos, no entanto, a procurar o conforto das coisas simples, a viver o verdadeiro sentido da vida, a enriquecer com as experiências. 

DSC_0102.JPG

créditos da imagem:@CL

 

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D