Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Supera-TE

Supera-TE

About last week

 O melhor do mundo são as crianças. Afirmo isso de pés juntos.

Não sou mãe, no entanto, nunca me faltaram crianças ao meu redor: sobrinhos, primos, alunos… para perceber que têm tanto de frágil como de autênticas, tanto de inocentes como de encantadoras.

Por isso mesmo, destaco como o pior da última semana estas duas notícias: a morte de duas irmãs, uma com 19 meses e outra com 4 anos, na praia em Caxias e a queda mortal de uma menina de 5 anos do 21.º andar.

Mexeram muito comigo, mas o que é o meu sentimento perante o que essas três crianças possam ter sentindo e vivido nos últimos segundos das suas vidas? NADA!

Não há muito que comentar, pois nada as trará de voltar ou minimizará o sofrimento que possam ter tido, mas são casos como estes, que nos levam a refletir sobre a essência do ser humano, dos adultos.

 

Ainda sobre crianças, e essa notícia foi o melhor da semana: mais uma sobrinha a caminho!!! YUPI!!! É filha de uma amiga, mas não deixa de ser sobrinha do coração. Está confirmado, será a baby V.,chegará em junho, mas já estou desejosa por conhecê-la, até lá que tudo continue a correr pelo melhor para a baby V. e para os futuros papás.

baby V.jpg

 

Um post ao Amor

S. Valentim.jpg

 

Hoje é dia de S. Valentim, dia dos namorados.

Sim, é verdade que não deve ser só hoje, dia dos namorados deve ser todos os dias. Todos os dias são dias perfeitos para trocar carinho, mimo, andar de mãos dadas, partilhar um gelado… Todos os dias são dias perfeitos para amar, mas hoje é o dia "oficial" de fazer isso tudo e muito mais. Hoje é dia de SUPERAR e surpreender a cara metade porque o amor também tem de ser superado, dia após dia, mês após mês, ano após ano e só assim terá tanto de forte e enraizado, como de honesto e sincero.

Aos que, neste momento, não estão numa relação aproveitem para dizer à amiga, ao amigo, à tia, à prima, à avó, à irmã, à sobrinha, à colega, à vizinha… o quanto gostam dela(e). É tão bom, e tão simples, dizer: "Gosto de ti."

 

E em dia de S. Valentim um dos meus poemas de eleição, "Perdidamente", da poetisa portuguesa, Florbela Espanca.

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior

Do que os homens! Morder como quem beija!

É ser mendigo e dar como quem seja

Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

 

É ter de mil desejos o esplendor

E não saber sequer que se deseja!

É ter cá dentro um astro que flameja,

É ter garras e asas de condor!

 

É ter fome, é ter sede de Infinito!

Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...

É condensar o mundo num só grito!

 

E é amar-te, assim, perdidamente...

É seres alma, e sangue, e vida em mim

E dizê-lo cantando a toda a gente!"

 

 Créditos da imagem @IL

fotografia tirada, nem de propósito, no Lugar dos Afectos durante uma visita de estudo com os meus alunos no ano letivo 2010/11

 

De volta…

Hoje é dia de voltar ao trabalho. A semana será mais pequena e num abrir e fechar de olhos, mais um fim de semana estará à porta.

A paragem do Carnaval resumiu-se a "dolce far niente". Houve descanso, passeio e reencontro de amigos.

O passeio foi ótimo, mas soube a pouco e está prometido que será para voltar, ainda há tanto para explorar e conhecer. A dois ou com amigos, logo se vê. Sintra, foi o destino escolhido. Não conhecia nada de nada. Visitámos a Quinta da Regaleira e demos um giro pelo centro histórico para beber café e comer um doce típico. Não fugiu muito da ideia que tinha, Sintra é romântica, agradável e encantadora.

No dia seguinte, uma visita "quase" surpresa de um casal amigo, também ajudou a alegrar o Carnaval, que este ano fez questão de mascarar-se de chuvoso. Um almoço a quatro, no restaurante mais típico da cidade, foi o palco para duas horas de boa conversa sobre tudo e nada. Tudo o que nos aconchega a alma e nada que nos chateia.

E assim se passou o Carnaval, sem máscaras, mas com muito boa disposição.

Sintra.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WP_20160209_003.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

créditos das imagens @IL

O que nos torna Humanos

Um dos melhores documentários que vi. Não pelas imagens, não pela produção, sim pelos testemunhos. Testemunhos de pessoas de diferentes culturas, de diferentes religiões e com vidas tão diferentes das nossas. É emocional, profundo e muito humano. Faz-nos perceber a sorte que temos na vida; uma vida que escolhemos mas à qual apontamos defeitos todos os dias. 

Este documentário  mostra-nos que a nossa vontade nos pode levar onde quisermos e que as limitações estão na nossa cabeça.  Não há religião, doença ou cultura que  nos impeça de mudar. Muitas vezes o factor impedetivo da mudança somos nós mesmos. Human mostra-nos também que o amor vem de onde menos esperamos e que os nossos próprios traumas podem servir para ajudar os outros. 

 

" O Que Nos Torna Humanos? Sera amamos Porquê, discutimos porquê? rimos porquê? Choramos? a nossa Curiosidade? 
Impulsionada por essas perguntas, cineasta e artista Yann Arthus-Bertrand passou três anos a recolher  histórias da vida real de 2.000 homens e mulheres em 60 países. Trabalhando com uma equipa dedicada de tradutores, jornalistas e cinegrafistas, Yann capta profundamente histórias pessoais e emocionais de temas que nos une; lutas com a pobreza, a guerra, a homofobia, e para o futuro do nosso planeta misturado com momentos de amor e felicidade." 

#WhatMakesUsHUMAN

O documentário é constituido por três episódios de 90 min.  Os vídeos estão legendados em português. 

 

Deixo aqui três dos testemunhos que mais me impressionaram até agora.

 

about last week IV

Este post é simplesmente um constantar que a vida nos surpreende a qualquer minuto para o bem e para o mal. Os casos de cancro, ataques cardiacos, peneumonias fluminantes que vieram a público nas últimas semanas são acontecimentos muito tristes, mas são também um alerta para que cuidemos de nós e dos nossos, que ponhamos fim aos conflitos e que façamos o amor o nosso lema e não nos esqueçamos de viver a vida como ela merece. E que olhemos sempre para o que está para além da escuridão do lado de lá da ponte. . 

 

Capturar.JPG

Créditos da imagem: Beth Kellmer nesta maravilhosa conta de instangram.

 

 

Superar-se na Alimentação - As receitas de pão

Ultimamente o meu foco tem sido o pão. Em Inglaterra não há o pão fresquinho acabado de sair do forno como em Portugal. O pão é basicamente todo empacotado e quando olhamos para os ingredientes é absolutamente terrifico. 20 ingredientes super elaborados e carradas de açúcar. O pão para ser bom só pode ter 4 ingredientes; farinha, água, fermento e sal. 

Dediquei-me a fazer uma pesquisa séria sobre formas rápidas e saudáveis de fazer pão, comprei inclusive O Livro do Pão  que tem receitas fantásticas mas o processo é demorado, pelo que não consegui por as receitas em prática. 

Recentemente a Sofia do blog Pais com P grande partilhou uma receita rápida, fácil e deliosa de pão de quinoa.  Experimentei e adorei . Tenho feito todas as semanas  e já experimentei com bulgur também e continua fantástico. A receita podem vê-la aqui.

Encontrei ainda uma outra receita no novo livro do Jamie Oliver, Receitas Saudáveis , encontrei também uma receita fantástica de pão de centeio: 

 

Ingredientes: 

farinha integral 250 g
100 g de farinha de trigo, mais extra para polvilhar
50 g de aveia 
1 colher de chá de bicarbonato de soda
sal marinho 1 colher de chá
1 ovo grande 
1 iogurte natural

 

Preparação:

1. Pré-aqueça o forno a 190 ° C / 375 ° F / gás 5.

2. Coloque a farinha, farinha de aveia , o bicarbonato de sódio e o sal  uma tigela grande e misture bem.

3. Bata o ovo e o iogurte juntos.

4. Use um garfo para agitar a mistura de ovo na farinha, em seguida, uma vez que se começa unir, usar as mãos para amassar.

5. Forma a massa em uma bola e coloque em uma assadeira levemente enfarinhada. Use as mãos para achatar a massa ligeiramente num disco de cerca de 6 a 7 centímetros de espessura.

6. Marque uma cruz na parte superior do pão com a ponta  de uma faca, em seguida, leve ao forno  por 50 a 60 minutos, ou até que uma crosta firme se forme.

7. Sirva ligeiramente quente com um prato de sopa ou uma boa fatia de queijo fresco.

20160206_194953.jpg

créditos da imagem @CL a partir do livro EveryDay Superfood de Jamie Oliver.

 

 

 

Desafio 52 livros em 2016

Não sei se chegarei aos 52 livros no final do ano, mas a leitura está cada vez mais presente no dia a dia e por isso a razão deste desafio cumpre-se. Aqui vão os livros de 2016 para os mais curiosos. O José Luis Peixoto e a Maria Filomena Mónica que já publiquei e estes 3. Dois são de receitas, mas têm mesmo muita informação para ser lida sobre alimentação. A continuar...

 

Jamie-Oliver-SUPERFOOD-recipes-for-a-healthier-hap

Book_Review-The_Japanese_Lover-07be2-1041.jpg

51I2y0BIfBL._SX364_BO1,204,203,200_.jpg

 

 

8 coisas que me ajudam a superar-me

1- Ler muito. Blogs, livros, revistas, receitas. 

2- dormir bem e isso significa 7 a 8 horas por noite e no mínimo um dia por semana em que faça uma cura de 10 horas.

3- Ter tempo para mim. E isso implica sentar-me ler, experimentar receitas novas, fazer uma máscara facial

4- Passear ao Domingo.  Entre Setembro e Dezembro estive atulhada de trabalho e não houve tempo para passeios ao Domingo. Senti bem o peso do cansaço. Um passeio ao Domigo dá-me definitivamente um boost de energia. 

5- Ter tempo de caminhar no percurso de casa para o trabalho. Durante uns dias fui só de carro para a escola e comecei o stress a apoderar-se de mim. Sentir o ar fresco e poder embrenhar-me nos meus pensamentos enquanto caminho é de facto um passo em frente para ter um dia positivo.

6- Escrever. Este tempo que tiro para escrever no blog é revigorante. Agora adoptei o caderno que trago comingo para escrever enquanto vou no comboio. Quero, a médio termo fazer da escrita a minha profissão há que fazer dela parte do meu dia.

 

7- Abraçar

8-  Cozinhar. Se há coisa que eu gosto é de poder pegar num nos meus livros de receitas saudáveis e experimentar uma receita nova. Cozinhar exige sempre uma dose de criatividade e é muito libertador.

 

Tudo coisas tão simples, mas que são de factos indispensáveis para não perder o foco e olhar sempre em frente. 

 

DSC_0456.JPG

créditos da imagem @VL  Tomar,  Dezembro de 2015

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D